quarta-feira, 26 de junho de 2013

quarta-feira, 19 de junho de 2013

SEMED FAZ AVALIAÇÃO POSITIVA DE SUAS AÇÕES NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2013

Nesta quarta dia (19) a secretaria de educação do município de Itacoatiara-Am, através da mestra Ester Araújo que comanda a pasta reuniu na escola municipal Jamel Amed com todos os coordenadores de setores que estão na responsabilidade da SEMED para avaliação do semestre.
Durante a reunião cada diretor de seus respectivos setores puderam relatar as atividades desenvolvidas no primeiro semestre bem como projetar suas ações para o segundo semestre do ano. A secretária expôs seus planos para o próximo semestre e pode  montar um calendário com ações e responsáveis, pois ela disse que sem planejamento não há como avançar e vencer as dificuldades de cada ação.





Nesta reunião estiveram os seguintes diretores:

D.G.E - DILMA BRAGA
ESTATÍSTICA - SOCORRO FÉLIX
PLANEJAMENTO - LICA
EDUCAÇÃO RURAL - LEILA
TRANSPORTE - FÁBIO MICHILES
EDUCAÇÃO INDÍGENA - AZAMOR
MERENDA ESCOLAR - ROZINHA
EDUCAÇÃO URBANA - FRANCINETH SIMÕES
EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS - IDÊNIS GLÓRIA

COORDENADORES DE ÁREA

JOILSON SOUZA - ARTE
SOCORRO ALMEIDA - MATEMÁTICA
LÍVIA GUIMARÃES - INGLÊS
SUÉLEN MAIA - RELIGIÃO
ROSÁRIO - CIÊNCIAS
ROSÁLIA - LÍNGUA PORTUGUESA
GLEIDE - EDUCAÇÃO FÍSICA

No final da reunião a secretária falou ao Blog Diário de Notícias que reuniões avaliativas como esta está tornará rotina, pois, assim é possível a integração dos setores criando um elo amigável entre todos. Ainda destacou o apoio do prefeito Mamoud Amed a educação do município e que ele prometeu para o segundo semestre novidades para Itacoatiara na educação como construção de Creches e quadras esportivas na zona rural estas no ano de 2014.

sábado, 15 de junho de 2013

FESTIVAL DO ABACAXI DE NOVO REMANSO JÁ TEM DATA DEFINIDA!




 A secretária de Cultura de Itacoatiara Aline Santos confirmou nesta sexta - feira (14) ao Diário de notícias que o Festival do Abacaxi de Novo Remanso já tem data marcada será nos dias 09 e 10 de agosto de 2013.
Segundo a  secretária a prefeitura através da secretaria estará a frente da organização do Festival, ao contrário dos anos anteriores que a ADEN (Associação do Desenvolvimento de Novo Remanso), este fato é pela falta de prestação de conta que a atual Direção da Associação não a fez perante os órgãos responsáveis.
Toda a logística e programação estará sendo organizada nos próximos dias, bem como a reforma do Centro de Eventos da localidade que está em péssimas condições.
Que venha o Festival dos Festivais!

Conhecendo a nossa Vila!
Novo Remanso é uma comunidade que pertence ao Municipio Amazonense de Itacoatiara , distancia aproximadamente 202 km por Rodovia Estadual (AM-010 e Estrada de Novo Remanso )

Manaus a Novo Remanso

Como chegar ?

Partida da Rodoviária de Manaus , com linhas diárias somente em 02 horários 09:00 e 15:00.

Itinerário Rodoviário

Rodoviária de Manaus - 
Av. Torquato Tapajós km 1
Barreira de Fiscalização da Arsam e do Detran ( Rodovia AM-010 KM 17)
AM -010 KM 17
AM -010 KM 169 - Entrando a direita na Estrada de Novo Remanso
KM 44 da Estrada de Novo Remanso 
Novo Remanso
Pontão do Novo Remanso - podendo avistar o Rio Amazonas

População

Nº de Habitantes : 4.500
Novo Remanso e um distrito de Itacoatiara que fica entre as sedes dos Municípios de Itacoatiara e Rio Preto da Eva , e um dos poucos distritos totalmente interligados por via terrestre , possui colégios ,mercado , porto ,uma simples estação rodoviária , e as ruas foram construídas sob um pavimento plano 

Existe um comissão lutando pela emancipação de Novo Remanso , na sua sede existe aproximadamente 3000 casas ,o restante fica ao longo da estrada e vicinais de Novo Remanso .

HOMENAGEM DO DIÁRIO DE NOTÍCIA AO ILUSTRE ITACOATIARENSE ABÍLIO FARIAS

Abílio Farias Itacoatiarense nos deixa e vai alegrar o coral celeste com sua voz marcante!




Vou Morrer Longe De Ti

Abílio Farias

Você diz que eu não presto, eu não sou nada
Na verdade pra você fui bom demais
Dei amor carinho e minha vida
Você fez tudo e roubou a minha paz.
Chega de sofrer ao seu lado
Meu amor estou cansado
Vou morrer longe de ti.
(bis)
Vou embora vou seguir o meu caminho
Deixo tudo pra você e vou sozinho
Pela estrada vou pisando nos espinhos
E bem distante encontrarei a minha paz.
Chega de sofrer ao seu lado
Meu amor estou cansado
Vou morrer longe de ti.
(bi

domingo, 9 de junho de 2013

PORTAL FLAGRANTE: EDITORIAL - Alfredo não respeita o povo de Manaus

PORTAL FLAGRANTE: EDITORIAL - Alfredo não respeita o povo de Manaus: Robson Carvalho - O senador Alfredo Nascimento não tem muita sorte com profissionais e empresas que contrata para fazer sua mídia ou ele...

ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES DO BAIRRO BINHA PACHECO




O estatuto esta sendo construído, aceitamos orientações...

Capítulo I

DA DENOMINAÇÃO, NATUREZA, SEDE, FINS E DURAÇÃO


Art. 1º A Associação dos Moradores do Bairro Binha Pacheco – é pessoa jurídica de direito privado, constituída na forma de sociedade civil de fins não lucrativos, com autonomia administrativa e financeira, regendo-se pelo presente Estatuto e pela legislação que lhe for aplicável.Fundada no dia 12 de dezembro do ano de 2012, com a presença de aproximadamente 700 pessoas e como consta na ata a assinatura de 400 pessoas que moram ou desejam fixar morada na localidade..

Art.2º A Associação tem sede e foro na Cidade de Itacoatiara Estado do Amazonas na vila de Novo Remanso, Rua.............................nº.......no Bairro Binha Pacheco.

Art. 3º Na consecução de tais objetivos A Associação Dos Moradores do Bairro Binha Pacheco poderá efetivar trabalhos de atendimento, ensino pesquisa e publicações, bem como participar na formação de pessoal técnico relacionados com seus fins.

Art. 4º A fim de cumprir suas finalidades, a Associação se organizará em tantas unidades de prestação de serviços, denominados departamentos, quantos se fizerem necessários, os quais se regerão por regimentos internos específicos.

Art. 5º A Associação poderá firmar convênios ou contratos e articular-se, pela forma conveniente, com órgão ou entidades, públicas federais, estaduais e municipais ou privadas.

            Art. 6º O prazo de duração é indeterminado.

Capítulo II
DO PATRIMÔNIO, SUA CONSTITUIÇÃO E UTILIZAÇÃO

            Art. 7º O patrimônio da Associação dos Moradores do Bairro Binha Pacheco será composto de :
a) dotações ou subvenções eventuais, diretamente da União, dos Estados e Municípios ou através de órgãos Públicos da Administração direta e indireta;
b) auxílios, contribuições e subvenções de entidades públicas e privadas, nacionais ou estrangeiras;
c)  doações ou legados;
d) produtos de operações de crédito, internas ou externas, para financiamento de suas atividades;
e) rendimentos decorrentes de títulos, ações ou papéis financeiros de sua propriedade;
f)  rendas em seu favor constituídas por terceiros;
g) rendimentos decorrentes de títulos ações ou papéis financeiros de sua propriedade;
h)  usufruto que lhes forem conferidos;
i)  juros bancários e outras receitas de capital;
j) valores recebidos de terceiros em pagamento de serviços ou produtos;
                  l)  contribuição de seus associados.


Parágrafo único. As rendas da Associação somente poderão ser realizadas para a manutenção de seus objetivos.


Capítulo III

DA ADMINISTRAÇÃO

            Art. 8º A Associação tem como órgãos deliberativos e administrativos a Assembléia Geral, A Diretoria e o Conselho Fiscal.

               Art. 9º. A Assembléia Geral, órgão soberano da entidade, será constituída por todos os sócios em pleno gozo de seus direitos estatutários.

               Art. 10. São atribuições da Assembléia Geral:
               I - eleger os membros da Diretoria e do Conselho Fiscal e seus respectivos suplentes;
               II - elaborar e aprovar o Regimento Interno da associação dos Moradores do bairro Binha Pacheco;
               III - deliberar sobre o orçamento anual e sobre o programa de trabalho elaborado pela Diretoria, ouvido previamente quanto àquele, o Conselho Fiscal;
               IV - examinar o relatório da Diretoria e deliberar sobre o balanço e as contas, após parecer do Conselho Fiscal;
               V - deliberar sobre a conveniência de aquisição, alienação ou oneração de bens pertencentes à Associação;
               VI - decidir sobre a reforma do presente Estatuto;
               VII - deliberar sobre proposta de absorção ou incorporação de outras entidades à Associação;
               VIII - autorizar a celebração de convênios e acordos com entidades públicas ou privadas;
               IX - decidir sobre a extinção da Associação e o destino do patrimônio.

Art. 11. A Assembléia Geral se reunirá ordinariamente na primeira quinzena de janeiro de cada ano, quando convocada pelo seu presidente, por seu substituto legal ou ainda por no mínimo 1/3 de seus membros, para:

a) tomar conhecimento da dotação orçamentária e planejamento de atividades para a Associação;
b) deliberar sobre o relatório apresentado pela Diretoria sobre as atividades referentes ao exercício social encerrado.

Art. 12. A Assembléia Geral se reunirá extraordinariamente quando convocada:
I - por seu Presidente;
II - pela Diretoria;
III - pelo Conselho Fiscal;
IV - por 1/3 de seus membros.

Art. 13. A convocação das reuniões ordinárias ou extraordinárias será feita mediante edital, com pauta dos assuntos a serem tratados, a ser fixado na sede da entidade, com antecedência mínima de oito (8) dias e correspondência pessoal contra recibo aos integrantes dos órgãos de administração da Associação.
§ 1º As reuniões ordinárias instalar-se-ão em primeira convocação, com a presença mínima de dois terços (2/3) dos integrantes da Assembléia Geral e em segunda convocação, trinta (30) minutos após, com qualquer número de presentes.
§ 2º As reuniões extraordinárias instalar-se-ão, em primeira convocação, com 2/3 (dois terços) dos integrantes da Assembléia Geral e, em segunda convocação, trinta (30) minutos após, com maioria absoluta dos integrantes do referido órgão.

Art. 14. A Diretoria é composta de:
I - Presidente; Erisson Pinheiro Pacheco
II - Vice-Presidente; Euler Roque de Souza
III - 1º Secretário; Joilson de Souza Silva.
IV - 2º Secretário; Marialdo Oliveira Martins
V - 1º Tesoureiro; Jane Meire Pinheiro Barbosa
VI - 2º Tesoureiro. Aldenora Campos

Parágrafo único. O mandado dos integrantes da Diretoria será de quatro anos, sem direito  a reeleição.
Art. 15. Ocorrendo vaga em qualquer cargo de titular da Diretoria, caberá ao respectivo suplente substituí-lo até o fim do período para que foi eleito.
Art. 16. Ocorrendo vaga entre os integrantes suplentes da Diretoria, a Assembléia Geral se reunirá no prazo máximo de trinta dias após a vacância, para eleger o novo integrante.
Art. 17. Compete à Diretoria:
I - elaborar e executar o programa anual de atividades;
II - elaborar e apresentar a Assembléia Geral o relatório anual e o respectivo demonstrativo de resultados do exercício findo;
III - elaborar o orçamento da receita e despesas para o exercício seguinte;
IV - elaborar os regimentos internos da e de seus departamentos;
V - entrosar-se com instituições públicas e privadas, tanto no País como no exterior, para mútua colaboração em atividades de interesse comum
Art. 18. Compete ao Presidente:
I - representar a Associação judicial e extrajudicialmente;
II - cumprir e fazer cumprir este Estatuto e os demais regimentos internos;
III - convocar e presidir as reuniões da Diretoria;
IV - dirigir e supervisionar todas as atividades da Associação;
V - assinar quaisquer documentos relativos às operações ativas da Associação.

Art.19 Compete ao Vice-Presidente:
I - secretariar as reuniões das Assembléias Gerais e da Diretoria e redigir atas;
II - cadastrar os estudantes carentes que procurarem a........, para fins de estudo do caso e possível prestação de ajuda;
III - manter organizada a secretaria, com os respectivos livros e correspondências.

Art. 20. Compete ao 1º Secretário:
I - secretariar as reuniões das Assembléias Gerais e da Diretoria e redigir atas;
II - cadastrar os estudantes  e comunitários carentes que procurarem a  associação para fins de estudo do caso e possível prestação de ajuda;
III - manter organizada a secretaria, com os respectivos livros e correspondências.

Art. 21 Compete ao 2º Secretário colaborar com o 1º Secretário, bem como substituí-lo em suas  faltas e impedimentos.

               Art. 22 Compete ao 1º Tesoureiro:
I - arrecadar e contabilizar as contribuições, rendas, auxílios e donativos efetuados à Associação, mantendo em dia a escrituração;
II - efetuar os pagamentos de todas as obrigações da Associação;
III - acompanhar e supervisionar os trabalhos de contabilidade da Associação, contratados com profissionais habilitados, cuidando para que todas as obrigações fiscais e  trabalhistas sejam devidamente cumpridas em tempo hábil;
IV - apresentar relatórios de receitas e despesas, sempre que forem solicitadas;
V - apresentar o relatório financeiro para ser submetido à Assembléia Geral;
VI - apresentar semestralmente o balancete de receitas e despesas ao Conselho Fiscal;
VII - publicar anualmente a demonstração das receitas e despesas realizadas no exercício;
VIII - elaborar, com base no orçamento realizado no exercício, a proposta orçamentária para o exercício seguinte a ser submetida à Diretoria, para posterior apreciação da Assembléia Geral;
IX - manter todo o numerário em estabelecido de crédito;
X - conservar sob sua guarda e responsabilidade, todos os documentos relativos à tesouraria;
XI - assinar, em conjunto com o Presidente, todos os cheques emitidos pela Associação.

Art. 23. Compete ao 2º Tesoureiro colaborar com o 1º Tesoureiro, bem como substituí-lo em suas faltas e impedimentos.

Art. 24. O Conselho Fiscal será constituído por (03) pessoas de reconhecida idoneidade e seus respectivos suplentes, eleitos pela Assembléia Geral, permitida apenas uma recondução.
Parágrafo único. O mandato do Conselho Fiscal será coincidente com o mandato da Diretoria.

Art. 25. Ocorrendo vaga em qualquer cargo do titular do Conselho Fiscal, caberá ao respectivo suplente substituí-lo até o fim do mandato para qual foi eleito.

Art. 26. Ocorrendo vaga entre os integrantes suplentes do Conselho Fiscal, caberá ao respectivo suplente substituí-lo até o fim do mandato para o qual foi eleito.

Art. 27. Compete ao Conselho Fiscal:
I- examinar os documentos e livros de escrituração da entidade;
II-  examinar o balancete semestral apresentado pelo Tesoureiro, opinando a respeito;
III- apreciar os balanços e inventários que acompanham o relatório anual da Diretoria;
IV- opinar sobre a aquisição, alienação e oneração de bens pertencentes à Associação.
Parágrafo único. O Conselho Fiscal reunir-se-á a cada seis (6) meses e extraordinariamente, sempre que necessário.


Capítulo IV
DAS DISPOSIÇÕES GERAIS E TRANSITÓRIAS


Art. 28. Os sócios e dirigentes da Associação dos Moradores do Bairro Binha Pacheco, não respondem solidária nem subsidiariamente pelas obrigações da Entidade.

Art. 29. A  Associação dos moradores do Bairro Binha Pacheco é composta por número ilimitado de sócios, distribuídos em categorias de fundadores, benfeitores, honorários e contribuintes.
Parágrafo único. A primeira Assembléia Geral da Associação dos moradores do Bairro Binha Pacheco, composta por seus fundadores designará comissão para elaborar regimento que conste para se associar à mesma, bem como das categorias, deveres e obrigações dos sócios.

Art. 30. A Diretoria e o Conselho Fiscal elegerão seus presidentes na primeira reunião subsequente à escolha dos mesmos.

Art. 31. Os cargos dos órgãos de administração da Associação não são remunerados, seja  a que título for, ficando expressamente vedado por parte de seus integrantes o recebimento de qualquer lucro, gratificação, bonificação ou vantagem.

Art. 32. Os funcionários que forem admitidos para prestarem serviços profissionais à Associação serão regidos pela Consolidação das Leis Trabalhistas.

Art. 33. O quorum de deliberação será de 2/3 (dois terços) da Assembléia Geral, em reunião extraordinária, para as seguintes hipóteses:
a)   alteração do Estatuto;
b)   alienação de bens imóveis e gravação de ônus reais sobre os mesmos;
c)   aprovação de tomada de empréstimos financeiros de valores superiores a cem (100) salários mínimos;
d)   extinção da Associação.

Art. 34. Decidida a extinção da Associação, seu patrimônio, após satisfeitas as obrigações assumidas, será incorporado ao de outra Associação congênere, a critério da Assembléia Geral.                                 

Art. 35. O exercício financeiro da Associação coincidirá com o ano civil.

Art. 36. O orçamento da Associação dos moradores do Bairro Binha Pacheco será uno, anual e compreenderá todas as receitas e despesas, compondo-se de estimativa de receita, discriminadas por dotações e discriminação analíticas das despesas de modo a evidenciar sua fixação para cada órgão, sub-órgão, projeto ou programa de trabalho.
Art. 37. Os casos omissos serão resolvidos pela Diretoria e referendados pela Assembléia Geral, ficando eleito o foro da Comarca de Itacoatiara/AM para sanar possíveis dúvidas.

EM n° 01/2013

Vila de Novo Remanso/Itac.  janeiro   de  2013

                                           

                                            Ao Excelentíssimo Senhor Prefeito de Itacoatiara


                                            Senhor Prefeito,


                                            Os moradores  do bairro Binha Pacheco sofrem com a falta de saneamento básico desde o ano de 2010 quando começamos a nos instalar na localidade, quando da estação de chuvas, em decorrência da falta de esgotos pluviais. A comunidade é relativamente nova e ainda não foi beneficiada com escola, posto de saúde, asfalto, eletricidade, água encanada e iluminação pública, mas faltam os esgotos sanitários e pluviais.
                              A Comunidade é constituída de mais de 600 famílias, com mais de duas mil crianças, que estão sujeitas a enfermidades como tifo, leptospirose, dengue, malária e outros males semelhantes, em decorrência da falta de saneamento básico.

                              Por essa razão, a Associação dos Moradores da Comunidade do bairro Binha Pacheco, na pessoa de seu presidente, solicita de V.Exa. a inclusão de projeto de instalação de rede de esgotos no plano de trabalho deste ano para a solução definitiva do problema.
Respeitosamente;

..................................................................................................
                                                             Erisson Pinheiro Pacheco
Presidente da Associação dos Moradores
do Bairro Binha Pacheco - vila de Novo Remanso




quarta-feira, 5 de junho de 2013

Este Texto é uma reprodução de Augusto Banega, jornalista Competente que o Diário de Notícias admira muito!
VILA DE NOVO REMANSO



A medida aprovada pela Câmara dos Deputados é polêmica, sim, uma vez que vai gerar novas despesas para os cofres públicos. Não muito, mas que vai gerar despesas, é claro que vai. 
No entanto, a Frente Parlamentar de Apoio à Criação de Novos Municípios diz que 150 cidades já estariam prontas para serem criadas. Entre elas, Itapeaçu e Novo Remanso.
É bom que se saiba e explique que o projeto aprovado pela Câmara determina as exigências para isso: antes, vai ser preciso comprovar, através de um estudo, se esses novos municípios terão recursos, população e infraestrutura suficientes para se desenvolver. Os moradores também terão de ser consultados, em plebiscito. Só depois é que as Assembleias Legislativas poderão oficializar a criação de novas cidades.


(Vide Constituição artigo 14 e artigo 15)
Estabelece os requisitos mínimos de população e renda pública e a forma de consulta prévia às populações locais,para a criação de novos Municípios. 
Estabelece os requisitos mínimos de população e renda pública e a forma de consulta prévia as populações locais para a criação de novos municípios, e dá outras providências. (Redação dada pela LCP nº 46, de 21.8.1984)

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA: Faço saber que o CONGRESSO NACIONAL decreta e eu sanciono a seguinte Lei Complementar:
Art. 1º - A criação de Município depende de lei estadual que será precedida de comprovação dos requisitos estabelecidos nesta Lei e de consulta às populações interessadas.
Parágrafo único - O processo de criação de Município terá início mediante representação dirigida à Assembléia Legislativa, assinada, no mínimo, por 100 (cem) eleitores, residentes ou domiciliados na área que se deseja desmembrar, com as respectivas firmas reconhecidas.
Art. 2º - Nenhum Município será criado sem a verificação da existência, na respectiva área territorial, dos seguintes requisitos:
I - população estimada, superior a 10.000 (dez mil) habitantes ou não inferior a 5 (cinco) milésimos da existente no Estado;
II - eleitorado não inferior a 10% (dez por cento) da população;
III - centro urbano já constituído, com número de casas superior a 200 (duzentas);
IV - arrecadação, no último exercício, de 5 (cinco) milésimos da receita estadual de impostos.
§ 1º - Não será permitida a criarão de Município, desde que esta medida importe, para o Município ou Municípios de origem, na perda dos requisitos exigidos nesta Lei.
§ 2º - Os requisitos dos incisos I e III serão apurados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o de nº II pelo Tribunal Regional Eleitoral do respectivo Estado e o de número IV, pelo órgão fazendário estadual.
§ 3º - As Assembléias Legislativas dos Estados requisitarão, dos órgãos de que trata o parágrafo anterior, as informações sobre as condições de que tratam os incisos I a IV e o § 1º deste artigo, as quais serão prestadas no prazo de 60 (sessenta) dias, a contar da data do recebimento.
Art. 3º - As Assembléias Legislativas, atendidas as exigências do artigo anterior, determinarão a realização de plebiscito para consulta à população da área territorial a ser elevada à categoria de Município.
Parágrafo único - A forma da consulta plebiscitária será regulada mediante resoluções expedidas pelos Tribunais Regionais Eleitorais, respeitados os seguintes preceitos:
I - residência do votante há mais de 1 (um) ano, na área a ser desmembrada;
II - cédula oficial, que conterá as palavras "Sim" ou "Não", indicando respectivamente a aprovação ou rejeição da criação do Município.
Art. 4º - Para a criação de Município que resulte de fusão de área territorial integral de dois ou mais Municípios com a extinção destes, é dispensada a verificação dos requisitos do art. 2º.
Parágrafo único - No caso deste artigo, o plebiscito consistirá na consulta às populações interessadas sobre sua concordância com a fusão e a sede do novo Município.
Art. 5º - Somente será admitida a elaboração de lei que crie Município, se o resultado do plebiscito lhe tiver sido favorável pelo voto da maioria absoluta dos eleitores.
Art. 5º - Somente será admitida a elaboração de lei que crie Município, se o resultado do plebiscito lhe tiver sido favorável pelo voto da maioria dos eleitores que comparecerem às urnas, em manifestação a que se tenham apresentado pelo menos 50% (cinqüenta por cento) dos eleitores inscritos. (Redação dada pela LCP nº 32 de 1977)

terça-feira, 4 de junho de 2013

Momento poético: Calar é pior.

Calar é pior.

Eu dou as costas para toda a maldade humana. 
Impunidade, violência, pedofilia, estupro...
Dou as costas para o desprezo, a mentira, a falsidade, a falta de amor próprio, a falta de ética e do conformismo.
Dou a costa para pessoas que não defendem seus direitos, para politicos corruptos, que concordam com a injustiça, que aceitam as coisas erradas dizendo que é assim mesmo. 
Dou as costas para as coisas do mundo, que me afastam de Deus e que não me farão bem nenhum. 

Fico de frente para a vida, para o amor (quase extinto no real). para as famílias que ainda se respeitam, para os filhos que amam e ouvem  seus pais. 
Fico de frente, para as mamães ávos, para os professores que mesmo na pelejam não desistem de seus alunos. 
Fico de frente e agradeço a Deus pelas pessoas que ainda acreditam em Jesus como Senhor e Salvado. 

autora:Angela Fernandes 

MANAUS DE BAIXO D'ÁGUA

Inundações atingem ao menos 15 mil moradores de Manaus


Apesar de ser um fenômeno natural previsível, a cheia dos rios na Amazônia voltou a inundar áreas urbanas da região neste ano e castiga ao menos 15.500 pessoas em bairros pobres de Manaus, que ficam às margens do rio Negro.

Hoje, o nível do rio chegou a 29,29 metros --a 68 cm do recorde da enchente registrada no ano passado, que foi de 29,97 m.
Ruas de sete bairros da capital do Amazonas estão tomadas pelas águas. A Prefeitura de Manaus diz que construiu 2,5 km de pontes de madeira para o acesso da população.
Cerca de 816 famílias cadastradas pelo município estão recebendo um auxílio moradia de R$ 300. Com o dinheiro, algumas conseguiram alugar um imóvel em áreas sem inundações.
O governo do Amazonas diz que continua retirando famílias que moram em áreas de risco pelo Prosamim (Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus).
Na Comunidade do Bariri, no bairro Presidente Vargas, na zona sul da cidade, as famílias estão com água dentro de casa há mais de dois meses. Na região, o nível do rio Negro já subiu sete metros do chão até as casas.
Na palafita (casa de madeira suspensa sobre estacas) do casal Marilza Teixeira de Souza, 34, e Amarildo Santos da Silva, 40, as águas inundaram a sala, um quarto e a cozinha.
Como a profundidade é alta, ela diz que tem medo que as filhas, de 13 e 9 anos, sofram afogamentos e ataques de animais, como cobras, jacarés, ratos e sanguessugas.
A família, que mora na comunidade há 20 anos, diz que não recebeu ajuda de autoridades para se mudar. Ela sobrevive com o recurso de R$ 194 do programa Bolsa Família. "Não recebemos nada, nem um pedaço de madeira para fazer o assoalho", disse Marilza Souza.
O assoalho é um novo piso que as famílias ribeirinhas constroem dentro de casa para se abrigar do alagamento. Na cheia histórica do rio Negro em 2012, Marilza conta que teve que subir o assoalho quase no teto. "Tivemos que andar de cócoras dentro de casa. Pelo visto, não vamos sair daqui este ano. Outra cheia vamos passar", disse.
Na rua Humberto Campos, no bairro São Jorge, na zona oeste, muitas famílias deixaram as casas e foram morar em partes mais altas da região. A dona de casa Arlete Domingos, 37, não seguiu o mesmo caminho por medo dos saques. Ela enfrenta as cheias do rio Negro há 30 anos.
Kátia Brasil/Folhapress
Casal Marilza Teixeira de Souza, 34, e Amarildo da Silva, 40, estão convivendo com água dentro de casa na Comunidade do Bariri, zona sul de Manaus
Casal Marilza Teixeira de Souza, 34, e Amarildo da Silva, 40, estão convivendo com água dentro de casa na comunidade do Bariri
"Nós vivemos numa calamidade. Tem idosos e crianças morando ilhados dentro de casa. Não podemos deixar as casas por medo dos saques", afirmou.
O autônomo Adamor Ferreira Chagas, que mora na mesma rua de Arlete, fechou a própria casa e alugou outra por R$ 250 para mulher e um filho. "No ano passado mudei e fui morar com minha sogra. Esse ano já mudei e estou pagando o aluguel com o meu dinheiro, não tenho ajuda de ninguém", afirmou.
Segundo o Serviço Geológico do Brasil, órgão federal que monitora os rios do país, nos próximos 15 dias o nível do Negro pode chegar a 29,71 m. As famílias vão conviver com água dentro de casa por mais 60 dias, diz o engenheiro de hidrologia Daniel Oliveira.
Na bacia amazônica, a cheia ocorre no inverno local, entre novembro e junho. O regime de chuvas é que determina se a enchente será grande. Neste ano, as precipitações no Amazonas então influenciadas pela chamada zona de convergência intertropical, fenômeno climático que provoca chuvas acima da média.
|

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Hoje começou a era Neymar nos gramados da Europa e do mundo!

No Brasil foi comparado ao maior jogador do mundo o rei Pelé e agora faz caminho ao seu reinado no barcelona, aquém diz que será o substituto de Leonel messe.... 
O Barcelona espera muito de Neymar. Depois de ser humilhado pelo Bayern de Munique nas semifinais da última Copa dos Campeões, o clube vê o ex-santista como peça fundamental para uma renovação na próxima temporada. A ponto de lembrar grandes craques brasileiros que passaram com sucesso pelo time.

Recentemente, o Barça publicou um vídeo de 52 segundos para exaltar a 'magia brasileira' no Camp Nou. Romário, Ronaldo, Rivaldo e Ronaldinho são os protagonistas da coletânea. Eles foram eleitos os melhores do mundo com a camisa da equipe catalã.
"Os quatro atletas são considerados os melhores atacantes brasileiros das últimas décadas e Neymar quer seguir seus passos", diz o texto que acompanha o vídeo.
Romário ganhou o prêmio de melhor do mundo após conduzir a seleção brasileira ao tetracampeonato em 1994. Duas temporadas depois, Ronaldo fez 47 gols em 51 partidas pelo time espanhol e ficou com posto.
Autor de belos gols em 1999 e um dos responsáveis por dois troféus do Campeonato Espanhol, Rivaldo foi o dono da premiação no ano.
Destaque do Barcelona no bicampeonato nacional (2004/2005 e 2005/2006) e na conquista da Champions 2005/2006, Ronaldinho faturou o prêmio duas vezes.
No atual elenco, o único brasileiro titular absoluto do time comandado por Tito Vilanova é o lateral direito Daniel Alves.

domingo, 2 de junho de 2013

BAIRRO BINHA PACHECO - REUNIÃO DA ASSOCIAÇÃO TRATA ASSUNTOS DE EMANCIPAÇÃO E INFRAESTRUTURA DO BAIRRO
















Hoje (2) dois de junho a Associação de Bairro Binha Pacheco se reuniu em reunião ordinária na quadra de esporte  da escola Sergio Mendonça de Aquino para tratar assuntos referentes as seguintes questões:

@ - Infraestrutura  do bairro
@-  Instalação da rede elétrica
@ - Instalação da rede de água
@ - mensalidade

O secretário da associação professor Joilson Souza deu as boas vinda aos sócios e relatou a viagem prevista dos membros desta associação para Brasília para acompanhar a votação do projeto de lei que restabelece o poder das Assembleias legislativas Estaduais de criarem novos municípios. fazendo menção a candidatura da vila a município. O presidente Binha Pacheco falou dos serviços de infraestrutura que o bairro vem ganhando, o senhor Serafim responsável pela Manaus Energia na localidade afirmou que a empresa está fazendo o possível para que a luz chegue a todas as casas construídas no novo bairro. O representante do SAAE também afirmou que os serviços de água e esgoto está se programando para fazer investimento de saneamento na localidade.
No final da reunião os sócios fizeram o pagamento das mensalidade a tesoureira Jane Meire que falou que o dinheiro arrecadado será investido na confecção de carnês e na compra de uma caixa amplificada para dinamizar as reuniões bem como pagamento de horas trabalhadas na capina e outros serviços que estão feito no bairro.

Bairro Binha Pacheco progresso e justiça social

Postagem em destaque

Câmara aprova projeto sobre renegociação das dívidas dos estados e do DF

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (10), o Projeto de Lei Complementar 257/16, que trata da renegociação das dívidas do...