domingo, 22 de junho de 2014

O governador José Melo (Pros) tem comemorado apoios pela metade. No caso do PSDB, do Prefeito Arthur Neto, divulgado no último sábado, pode ser um tiro pela culatra. Arthur terá que apoiar Aécio Neves à presidência. Melo, mendiga o apoio do PT, da presidente Dilma, que embora tenha surgido em algumas pesquisas de opinião com percentuais de governabilidade, menores em alguns estados brasileiros, no Amazonas é quase uma unanimidade. Dilma fechou com Eduardo Braga (PMDB). No caso do PSC, que também tem candidato à presidência, o Pastor Everaldo Pereira, complica ainda mais a vida do governador. O que a população quer saber é em quem José Melo vai seguir. Dilma, Aécio ou o pastor Everaldo?

Legislação garante, mas e a ética?

Embora a legislação brasileira permita o tipo de apoio a mais de um partido, para o eleitor é no mínimo antiético, uma vez que o povo terá que optar por um único candidato à presidência e ao governo estadual.

Tsunami destrói

A frase do ex-governador Omar Aziz, pode ter sido mal colocada na adesão do PSL, comandado no estado pelo deputado Tony Medeiros, ao dizer que iria acontecer um tsunami pró-Melo. O ex-governador talvez tenha esquecido o poder de destruição do fenômeno natural.

Contabilidade estranha

Pela contabilidade da assessoria do governador José Melo (Pros), pré-candidato à reeleição ao governo do Amazonas, lideranças sindicais, prefeitos de 51 dos 61 municípios do Amazonas, fora Manaus, inúmero pastores evangélicos, bem como ex-prefeitos, ex-vereadores, ex-não se sabe mais quem, estariam ‘fecahdos’ com o governador. Interessante é que mais da metade dos prefeitos eleitos também conversaram e garantira apoio a outros pré-candidatos ao governo. Portanto essa contabilidade está ‘furada’.
fonte: Portal do

PORTAL FLAGRANTE: Professores fazem protesto no centro de Manaus

PORTAL FLAGRANTE: Professores fazem protesto no centro de Manaus: Um grupo de professores realizou um ato público, na tarde de domingo, no centro de Manaus. Os professores exigem melhorias nas condições de ...

AMAZONAS E O MUNDO SÃO TESTEMUNHA DO FRACASSO DE CRISTIANO RONALDO

A seleção dos EUA virou o jogo para cima da Seleção de Portugal, em mais um jogo onde o craque Cristiano Ronaldo pouco fez. Joes fez o gol de empate do time norte americano e a torcida que lota a a Arena da Amazônia explodiu de felicidade. A seleção dos EUA começou perdendo logo no início da partida e empatou aos 20 minutos do segundo tempo. O segundo foi feito aos 35 minutos do segundo tempo, por Dempsei, de barriga. Varella empatou para os portugueses aos 49 do segundo tempo. Portugal tem chances remotas de classificação.

Postagem em destaque

Câmara aprova projeto sobre renegociação das dívidas dos estados e do DF

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (10), o Projeto de Lei Complementar 257/16, que trata da renegociação das dívidas do...