quinta-feira, 26 de junho de 2014

Pesquisa de opnião: Zé ou Dudu

O portal Correio da Amazônia teve acesso a uma pesquisa, de consumo interno, não registrada no Tribunal Regional Eleitoral – TRE, onde o governador José Melo (PROS) aparece tecnicamente empatado com o senador Eduardo Braga (PMDB), na corrida rumo ao palácio do Governo.A pesquisa vem acompanhando o crescimento de José Melo desde julho de 2013, quando ele oscilava entre 4% a 6% das intenções de votos, contra 42% a 44% de Eduardo Braga.
Braga teve o seu maior índice registrado em outubro de 2013, com 49% das intenções de votos contra 12% de José Melo. Com o anúncio definitivo de posse no governo, ouve uma tendência de crescimento para José Melo. Em março ele já figurava com 18% e, em crescimento, pulando para 38% no final de Maio. Ao passo que Braga começava a experimentar declínio na tabela das intenções de votos. Em março ele figurava com 44% e 40% em Maio. (ver tabela).
Na pesquisa qualitativa projetada no atual cenário político, aparecem as seguintes situações: a deputada Rebecca Garcia (PP), Hissa Abrahão (PPS) e Marcelo Ramos (PSB) são vistos como políticos promissores, mas não para cargos executivos. Eduardo Braga é visto como forte liderança política no Estado, mas que pode ser substituído por outra liderança que tenha pulso político.
Para a maioria, o professor José Melo pode ser essa nova liderança no Estado, por ser um homem simples, professor, sensato, equilibrado, diferente de Eduardo Braga, que é visto como “brigão”, nervoso e trombador.
A figura do governador, que José Melo vem mostrando agrada os entrevistados. Ele está deixando de ser prioritariamente o professor para ser o executivo que acorda cedo, chega no horário e está presente nas ações administrativas e nos movimentos de classes. Qualidades que o estão galgando ao posto de força política em crescimento no Amazonas.

Postagem em destaque

Câmara aprova projeto sobre renegociação das dívidas dos estados e do DF

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (10), o Projeto de Lei Complementar 257/16, que trata da renegociação das dívidas do...