sexta-feira, 20 de novembro de 2015

MANACAPURU LIMPA,

Orcrim de Xinaik Medeiros era composta de...:


Xinaik Medeiros, prefeito de Iranduba
Um dos líderes da organização e um dos principais beneficiários do esquema, detentor do poder político, acesso e penetração no Poder Público. É ele quem “consegue” com o Poder Público os contratos e demais benefícios de interesse da organização, bem como indica membros ou pessoas de confiança para cargos comissionados. Três empresas estão vinculadas a parentes do investigado, tendo-as constituído em nome de “testas-de-ferro” com a finalidade de mascarar a realidade e, com isso, distanciar sua figura pessoal e política do contrato com o Poder Público, burlando as vedações e impedimentos legais, constitucionais e morais existentes em relação à sua pessoa em virtude do mandato eletivo, dentre diversos outros atos narrados nesta exordial acusatória. Praticava atos de comando e execução.
David Queiroz Félix, ex-secretário de Finanças de Iranduba
Um dos líderes da organização, mentor intelectual e um dos principais beneficiários do esquema. Responsável por decidir quais empresas deveriam vencer as licitações e quem devia receber ou não o valor devido, estabelecendo, inclusive, o valor da propina em conjunto com Xinaik, dentre diversos outros atos narrados nesta exordial acusatória. Praticava atos de comando e execução.
NADIA SILVA DE MEDEIROS
Completa o primeiro escalão da organização criminosa. NADIA, irmã do Prefeito XINAIK, atua diretamente – mas de maneira velada – na execução dos atos que envolvem a principal força motriz da organização criminosa: as licitações, dentre diversos outros atos narrados nesta exordial acusatória. Praticava atos de comando e execução.
AMARILDO DA SILVA MEDEIROS
Completa o primeiro escalão da organização criminosa. AMARILDO, por sua vez, aparece como real proprietário de, pelo menos, 02 (duas) empresas que ganham licitações no município de Iranduba/AM, além de atuar em outras empresas por meio de testas-de-ferro com o fito de dar aparência de legalidade aos certames, dentre diversos outros atos narrados nesta exordial acusatória. Praticava atos de execução.
SÉRGIO SOUZA DA SILVA
Sócio da empresa SOUZA E PRESTES CONSTRUÇÕES LTDA., CNPJ n.º 13.050.617/0001-63, é membro empresarial da organização, utilizava suas empresas para canalizar os recursos obtidos através de licitações fraudulentas e os repassa em forma de propina aos líderes, assim como para assumir obras sobre as quais a ORCRIM forçavam o distrato de empresas que se recusavam a pagar os valores exigidos ilegalmente, praticando outros atos narrados nessa exordial.
ALMIR DA SILVA PRESTES
Sócio da empresa SOUZA E PRESTES CONSTRUÇÕES LTDA., CNPJ n.º 13.050.617/0001-63, é membro empresarial da organização, utilizava suas  empresas para canalizar os recursos obtidos através de licitações fraudulentas e os repassa em forma de propina aos líderes, assim como para assumir obras sobre as quais a ORCRIM forçavam o distrato de empresas que se recusavam a pagar os valores exigidos ilegalmente, praticando outros atos narrados nessa exordial.
ANDRÉ MACIEL LIMA
Um dos principais operadores da organização criminosa em razão da posição estratégica de seu cargo, tinha a tarefa de realizar fraudes nos processos de pagamento de obras e construções, bem como na montagem de procedimentos licitatórios fraudulentos, dentre diversos outros atos narrados nesta exordial acusatória. Praticava atos de execução.
EDU CORRÊA SOUZA
Um dos principais operadores da organização criminosa em razão da posição estratégica de seu cargo (Presidente da Comissão de Licitação). Também responsável pela montagem fraudulenta dos processos licitatórios, dentre diversos outros atos narrados nesta exordial acusatória. Praticava atos de execução.
GENILSON FERREIRA DA SILVA
Operador da organização criminosa situado em setor estratégico para a principal força motriz da organização: Comissão Permanente de Licitação. Genilson já foi Presidente da Comissão de Licitação e até hoje é acionado para resolver problemas enfrentados pela organização criminosa que se relacionam às licitações, dentre diversos outros atos narrados nesta exordial acusatória. Praticava atos de execução.
PITER VILHENA GONZAGA
Operador da organização criminosa situado em setor estratégico para a principal força motriz da organização: Comissão Permanente de Licitação. Responsável por dar um ar de legalidade às fraudes praticadas pelos demais membros da ORCRIM, assinando documentos e atas de reuniões com conteúdo ideologicamente falsos, dentre diversos outros atos narrados nesta exordial acusatória. Praticava atos de execução.
ANNY GLEZ FIALHO DA SILVA
Operadora da organização criminosa situada em setor estratégico para a principal força motriz da organização: Comissão Permanente de Licitação. Tinha inicialmente a mesma função de Piter Vilhena. Após a sua saída da comissão de licitação, constituiu uma empresa que atualmente vence licitações fraudulentas no município, dentre diversos outros atos narrados nesta exordial acusatória. Praticava atos de execução.
ANGELA RAYANE MEDEIROS DE ARAÚJO
É filha da NADIA MEDEIROS e sobrinha do Prefeito XINAIK, atuando na movimentação da empresa IRANDUBA COMERCIO DE ALIMENTOS LTDA. – ME. É a operadora responsável pela movimentação financeira e jurídica da empresa, por meio de procurações fornecidas pelos testas-de-ferro, revertendo para a economia formal os valores ilicitamente obtidos pela empresa da ORCRIM, dentre diversos outros atos narrados nesta exordial acusatória. Praticava atos de execução.
RAIMUNDO ISRAEL DE ARAÚJO
Marido de NADIA MEDEIROS. Atualmente é Secretário Municipal. É o real proprietário da empresa IRANDUBA COMERCIO DE ALIMENTOS LTDA. – ME, responsável por cooptar os sócios testas-de-ferro para a empresa Iranduba Comércio, dentre diversos outros atos narrados nesta exordial acusatória. Praticava atos de execuçã

Postagem em destaque

Câmara aprova projeto sobre renegociação das dívidas dos estados e do DF

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (10), o Projeto de Lei Complementar 257/16, que trata da renegociação das dívidas do...