domingo, 6 de novembro de 2016

Caréncia

O que vem ser Carência?

Carência é a ausência de um amigo, de um abraço, de um aperto de mão, de um beijo, de fazer amor
Amigo, é um ser mágico que sempre aparece nas horas incertas, com palavras que transmitem otimismo, que tem o prazer de ouvir suas insanidades, de te acompanhar nas mais ilusionistas viagens do coração, é aquele que empresta e não cobra, aquele que paga mico no teu lugar e ainda da boas gargalhadas junto com você.
Abraço, é o contato físico que transmite o sentimento querer bem.  É o momento que o corpo se aproxima um do outro e recebe a energia que precisas para  amar e sentir-se  vivo, amado, querido entre uma sociedade individualista, capitalista e solitária.
Aperto de mão demonstra apreço no primeiro contato, o prazer em te conhecer, é o clik  malicioso no vai e vem  do amor. O momento que pode ser a  primeira tecla de vários links no jogo da ternura, entre você e a pessoa que o teu coração deseja.
O beijo, é o momento que teu corpo entra em sintonia com o amor, ocasião impa no jogo da sedução, contato amoroso que indica que estas sendo correspondido. O beijo é a porta de entrada de um novo relacionamento   amoroso (quando for na boca, no rosto pode ser traição ou um cumprimento sem fins amorosos).
O fazer  amor, é uma atividade íntima e prazerosa é o ponto principal entre duas pessoas que se amam, ou que estão em busca da delícia sexual. É a entrega, é o néctar máximo do namoro, é onde vale tudo para chegar no enigmático orgasmo.
Se estas carente, corre grande perigo de morte, lembre-se que viver é uma virtude inestimável que devemos cuidar  bem e sempre.
O cuidar bem, envolve  atentar para a saúde do corpo, da mente e da alma.
Para obtermos a saúde do corpo, devemos praticar exercícios físicos, alimentarmos com prudência e saber  escolher  os alimentos que estamos ingerindo.
O cuidado com a mente requer a pratica da boa leitura, da boa música, de uma boa conversa, do viver próximo de quem amamos: pai, mãe, namorado, namorada, filhos, esposa, marido e dos bons amigos. O cuidar da mente é ter a sensibilidade ao ouvir os pingos da chuva, o cantar de um pássaro entre a floresta de pedra. É saber apreciar e identificar uma obra de arte num rascunho de uma criança, ou  no riscado de um jovem grafiteiro.
O cuidar da alma precisa de uma aproximação com Deus, acreditar na sua existência, ou acreditar no que ti faz existir  é viver com humildade, esquecer o valor material e praticar o bem. Para  cuidar da alma é preciso se defender e afastar-se de pessoas negativas, e aproximar-se de sujeitos que transmitem virtudes, é saber usar as palavras na hora certa, pois, ela, é uma ferramenta que pode ajudar ou matar o seu interlocutor. O cuidar da alma  é viver sempre com um largo sorriso estampado no rosto.
A carência  chega em nossas vidas, quando deixamos de beijar, de abraçar, de ligar,  de enviar email para alguém distante ou quando deixamos  de sorrir.
A carência chega quando esquecemos o convívio familiar, a  rodada com os amigos no lanche, no barzinho da esquina, o jogo de futebol no final de semana, a caminhada no início ou no final  do dia com as amigas ou amigos, aquela conversa sem contexto com alguém que encontramos na rua ou quando estamos esperando o sinal abrir, a chuva passar, a fila do banco andar, ou estamos na igreja ou na reunião da escola.
A carência chega a nossas vidas quando deixamos de nos capacitar, seja para o trabalho ou para a vida social. Se estas carente esqueça tudo o que tens praticado até hoje em tua vida, e recomece outra vez. Agora sabes do que precisas... bom recomeço.
Abraço de Joilson Souza

Postagem em destaque

Câmara aprova projeto sobre renegociação das dívidas dos estados e do DF

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (10), o Projeto de Lei Complementar 257/16, que trata da renegociação das dívidas do...