domingo, 23 de abril de 2017

Na semana de aniversário desta amada  cidade escrevi mas um poema exaltando-a
Poesia: itacoatiara 143 anos

No leito do rio
No caminho das pedras
Nasceu para o mundo
Oh!cidade sincera

Na força indígena
Na fé dos intrusos
Na guerra de outros povos
Construí a tua Cultura
Oh! Velha Serpa

Nas lendas contadas
Cobra grande da matriz
Porca saboaria do jauary
Conflita teus medos
As tuas crença Cabocla
Oh! Velha Serpa

Na força da usina
A borracha, a juta a Madeira
Tudo indo embora
Pra longe, do porto lá da beira...

Avenida arborizada
Praça da Matriz
Zabumba , Zé de có
Sax do satu
Muita festa de forró
Oh! Itá feliz

Teus artistas querendo espaço na praça
FECANI ja foi teu Festival
Hoje é do mundo
Itacoatira sem igual

No peito saudades
Das empresas que fizeram teu capital...
O movimento era grande
Atlantic  e Gethal

Depois de um século
Estas conectada ao mundo moderno...
Querendo se reinventar
Portal transparência
Governo que se diz popular

O que te falta Itacoatiara?
Saúde, esporte , transporte
Cultura, infraestrutura
Mais educação....
Ou de teus filhos mais dedicação

É o progresso que ti agiganta
Trazendo novos medos
Novos conflitos



Não se deixe amedrontar
Oh! Guerreira ita

Hoje o poeta em suas lembranças antagônicas
Vem ti parabenizar
Dizer que ti ama
E ao teu lado sempre vai estar

Autor:Prof.Joílson  Souza. Poeta,escritor

Postagem em destaque

Câmara aprova projeto sobre renegociação das dívidas dos estados e do DF

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (10), o Projeto de Lei Complementar 257/16, que trata da renegociação das dívidas do...