quarta-feira, 28 de junho de 2017

O Amazonas melado de novo

O Ministro Ricardo Lewandowsky, do Supremo Tribunal Federal, relator por prevenção de todas as ações de descumprimento de preceito fundamental e cautelares que tratam das eleições suplementares do Amazonas, concedeu liminar em ação movida pelo ex-vice-governador, Henrique Oliveira, suspendendo a eleição direta para o Governo do Estado do Amazonas, que estava agendada para agosto. A liminar foi proferida hoje e acolhe o parecer do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que se pronunciou .

Postagem em destaque

Câmara aprova projeto sobre renegociação das dívidas dos estados e do DF

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (10), o Projeto de Lei Complementar 257/16, que trata da renegociação das dívidas do...